EsporteNotícias
Tendência

Série D: Com paciência e eficiência, Aimoré vence o Marcílio Dias na estreia da competição

Marinheiro cede muitos contra-ataques e perde por 4 a 1 no Rio Grande do Sul.

A trajetória do Marcílio Dias na Série D começou com o pé esquerdo. O Marinheiro foi derrotado no estádio Cristo Rei, por 4 a 1, na tarde desse último domingo, para a equipe do Aimoré, e está na lanterna do grupo A8 da quarta divisão.

1º tempo

A equipe gaúcha era mais responsável com a bola nos pés e trocava passes com paciência, buscando envolver a equipe marcilista. E estava dando certo, tanto que logo no começo do jogo, aos oito minutos, saiu na frente com Padu, que recebeu no meio campo, carregou até o lado esquerdo da grande área e, dali mesmo, finalizou, acertando o ângulo direito da meta de Victor Hugo. 1 a 0 para o Aimoré.

O Marcílio Dias tentou se recuperar no jogo e criou oportunidades com David Batista e Franklin, os atacantes da equipe. As duas chances se originaram no jogo aéreo, uma inclusive chegou a pegar na trave,mas a defesa do Aimoré saiu ilesa.

A equipe de Itajaí equilibroumais as coisas até o final da primeira etapa, mas a organização defensiva do Aimoré era superior e levava vantagem em praticamente todas as jogadas do ataque marcilista. A defesa do Marcílio também aparentava estar um pouco mais segura, então, ambas as equipes ficaram na tentativa e erro até o final dos primeiros 45 minutos.

2º tempo

Logo na volta do intervalo, aos três minutos, pênalti para o Aimoré, que foi muito bem convertido pelo experiente Neto Baiano. 2 a 0 para a equipe gaúcha.

O Marcílio ficou ainda mais nervoso, e errava ainda mais passes do que no primeiro tempo. E foi muito a partir disso que o Aimoré consolidou sua superioridade no restante da partida. Jogava no contra-ataque, usando e abusando dos erros marcilistas.

O terceiro gol do Aimoré saiu dos pés de Ferreira, justamente em um contragolpe. E o quarto também, através de Xandy.

Pelo menos, David Batista, o centroavante marcilista, descontou no final da partida e deixou “menos pior” o placar.

Fim de jogo: Aimoré 4 x 1 Marcílio Dias.

Apesar de um grupo mais fraco do que na temporada passada, o Marcílio mostrou muita fragilidade na estreia diante de uma equipe que parecia não ter muitas pretensões na Série D.

A necessidade de reforços ficou evidente após esse duelo. A saída de jogadores como: Xavier (Joinville), Zé Vitor (Ituano) e a não presença de Magrão no setor defensivo (se recuperando de lesão), deixaram uma equipe, que já não é tão forte, ainda pior. Teco vai ter que se “virar nos 30” até a chegada de novos jogadores, que muito provavelmente já devem começar a aparecer ao longo dessa semana.

Lembrando que o Marcílio Dias não está com tanta grana à disposição e não vai ter um elenco tão robusto como teve no Catarinense. Mas acredito na diretoria para trazer jogadores capazes de manter esse elenco competitivo em um grupo, que o Marinheiro, é plenamente capaz de passar à próxima fase sem muitas dificuldades. Ficou um pouco mais difícil, mas ainda tem muita água para passar debaixo dessa ponte.

Próximo duelo

O Marcílio Dias encara na segunda rodada da Série D, a equipe do FC Cascavel (Paraná) no próximo domingo. O jogo será no Gigantão das Avenidas em Itajaí, e está marcado para às 16h.

A equipe do Paraná empatou na estreia contra o Joinville, em um jogaço que terminou 3 a 3. O FC Cascavel chegou a estar na frente por 3 a 0, mas permitiu a reação da equipe catarinense.

Texto e opinião: Anthony Marcel

E-mail: anthonymarcel2@hotmail.com

 

Artigos relacionados

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x