EsporteNotícias
Tendência

Atenção na Chapecoense; efeito Paulo Baier no Criciúma

A quarta-feira da Chapecoense foi de decepção. O Verdão do Oeste foi eliminado da Copa do Brasil e deixou de conquistar uma grana preta. Perdeu para o ABC por 3 a 0, jogando no Frasqueirão, em Natal, e também perdeu R$ 2,7 milhões em premiação. A derrota foi ainda mais melancólica pelo fato de que a Chape venceu a partida de ida na Arena Condá por 3 a 1, deixando uma boa impressão.

A situação da Chapecoense, assim como de vários outros clubes brasileiros, é de necessidade de investimentos e falta de renda para manter as dívidas sanadas e as contratações em dia. O fato é que essa eliminação saiu bem cara,porque sem a arrecadação de bilheteria, o Verdão está correndo contra o tempo para fechar com patrocinadores em jogos do Campeonato Brasileiro, e esse dinheiro da Copa do Brasil viria a calhar.

A sorte é que como a Chape está na Série A, a tendência é que ela atraia mais patrocinadores. Inclusive, algumas empresas já estão acordadas com o Verdão. Só que de acordo uma matéria publicada no GE, pelo jornalista Eduardo Florão, até o momento, 30% da meta de patrocínios foi atingida. Então não dá pra ficar jogando dinheiro fora. Ainda mais que essa verba dos patrocinadores são para manter o salário de funcionários do clube. É futebol, eliminações fazem parte, só que a Chape tinha a “faca e o queijo na mão” para avançar às oitavas de final da Copa do Brasil e ganhar uma renda extra.

Sem falar que o técnico Jair Ventura já estreou em uma fogueira danada. Dois jogos sob seu comando, duas derrotas e uma eliminação. O principal problema da Chapecoense é o setor defensivo, são nove gols sofridos nos últimos três jogos. Vamos ver se ele vai ser capaz de resolver, lembrando que os clubes só podem demitir um técnico nessa edição do Campeonato Brasileiro da Série A. A Chape vai ter que bancá-lo até onde der.

O próximo compromisso da Chapecoense é no domingo, dia 13, na Arena Condá, às 20h30, contra o Ceará, pela terceira rodada da Série A.

Agora preciso enaltecer o Criciúma, que venceu nos penais a equipe do América-MG, ontem, pela terceira fase da Copa do Brasil, e agora está nas oitavas de final sob o comando de Paulo Baier. O veterano ex-jogador vem mostrando capacidade em retomar a competitividade do Tigre, após o bom trabalho no rival local, o Próspera.

“O torcedor estava carente, com sentimento ruim. Conheço bem o torcedor. O torcedor do Criciúma pode até perder, mas se tiver disposição, determinação, pegada, sair com o calção sujo, a camisa rasgada, o torcedor vai aplaudir. É isso que o torcedor quer”, citou Paulo Baier na coletiva pós jogo.

E teve bicho pra rapaziada. O clube embolsou R$ 2,7 milhões com a premiação por avançar à próxima fase, e os jogadores ganharam um cheque gigante de R$ 500 mil ainda quando estavam no gramado. Esse bônus já havia sido prometido pela diretoria do Tigre, se o clube avançasse.

O Criciúma apresentou um futebol acima do esperado, encarou de igual para igual uma equipe da Série A no tempo normal, onde ficou 2 a 2. E foi mais eficiente nos penais, vencendo por 3 a 2. Lembrando que na partida de ida, com mando do América-MG, o jogo ficou 0 a 0, na qual o Coelho perdeu um pênalti no começo do jogo, mas depois esbarrou na boa atuação defensiva dos comandados de Paulo Baier.

O Tigre agora aguarda o sorteio para saber seu adversário nas oitavas de final da Copa do Brasil, mas já tem que voltar as atenções para a Série C do Brasileiro, onde recebe o Ypiranga no Majestoso, às 11h desse domingo. O Criciúma é o 4º colocado do grupo B com quatro pontos em dois jogos realizados. Já a equipe gaúcha é a 2ª colocada, com seis pontos, também com duas partidas feitas.

Texto: Anthony Marcel

E-mail: anthonymarcel2@hotmail.com

Artigos relacionados

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x