EsporteNotícias
Tendência

Já passou da hora dos clubes brasileiros se unirem

Um documento foi assinado por 19 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro nesta última terça-feira. O acordo é para criar uma Liga que reestruture o torneio elite do nosso futebol. A atitude veio após os escândalos envolvendo o presidente afastado da CBF, Rogério Caboclo, por conta de uma denúncia de assédio sexual e moral contra ele.

O único clube da elite até o momento que não assinou o documento foi o Sport Clube Recife, que até o momento está sem presidente, por conta de Milton Bivar, que renunciou nesta terça-feira e uma nova eleição ainda não foi marcada. Em nota, o clube informou ser favorável à liga e acrescentou que “oficializará sua adesão o mais breve possível”.

A revolta dos clubes brasileiros com a entidade máxima do nosso futebol está demorando até demais para de fato se concretizar.Eu acho um absurdo os principais 20 clubes do Brasil não terem a maior participação nas decisões institucionais e na gestão da CBF. Tanto que esse, finalmente, é um dos pedidos das equipes no documento entregue. Sem eles, a Confederação não é nada.

A Assembleia Geral Eleitoral divide os votos, até então, da seguinte maneira: as 27 federações têm peso 3, os votos dos 20 clubes da Série A têm peso 2, e os clubes da Série B têm peso 1. É essa força das federações estaduais que os clubes estão a fim de discutir e mudar.

Dentre outros pedidos está a alteração estatutária, na qual “necessariamente deve ser incluída a votação igualitária nas eleições para escolha do Presidente e Vice-Presidentes da CBF, sendo certo que Federações e Clubes das Séries A e B terão seus votos contados de forma unitária e com o mesmo peso entre si”, conforme documento entregue à Confederação.

E ainda em relação à alteração estatutária, “inclui-se o fim dos requisitos mínimos para inscrição nas chapas concorrentes à eleição desta entidade, abolindo-se a necessidade de apoio de 8 (oito) federações e 5 (cinco) clubes, permitindo-se o lançamento de chapas que tenham o apoio expresso de, ao menos, 13 eleitores independentemente de serem clubes ou federações”.

E além desses pedidos, há também a criação da liga, que “será fundada com a maior brevidade possível e que passará a organizar e desenvolver economicamente o Campeonato Brasileiro de Futebol. Além dos Clubes signatários, os Clubes da Série B serão convidados a integrar a Liga”.

Um outro absurdo, que não consigo entender, é que para se criar uma nova liga no país, é necessário ter a aprovação da Assembleia Geral Administrativa. Ou seja, para tirar o poder das federações estaduais, é preciso ter a aprovação deles mesmos. Até agora, a maioria delas ainda não veio a público. E já adianto pra vocês a choradeira das federações. É muita “mamata” pra se jogar fora. Por isso que os clubes precisam, sim, bater os pés até a situação estar favorável a eles.

Torço de verdadepara esse manifesto dos clubes brasileiros não se acabar como a Primeira Liga. Que esse documento entregue seja o início de uma mudança importante no nosso futebol.

Texto: Anthony Marcel

E-mail: anthonymarcel2@hotmail.com

 

Artigos relacionados

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x