Uncategorized
Tendência

SC antecipa aplicação da segunda dose da vacina

De 12 semanas para 10 semanas da Astrazeneca/Fiocruz

Levantamento realizado pela Dive identificou 78 municípios que ainda não iniciaram a vacinação na faixa etária dos 40 aos 45 anos. Sendo assim, o estado vai encaminhar, nesta remessa, doses para que essas cidades consigam começar a imunizar esse grupo etário, cumprindo o cronograma pactuado entre Estado e municípios.

O superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, ressalta que essa nova distribuição busca homogeneizar a vacinação por faixa etária e vai possibilitar que todos os municípios avancem no cumprimento do Calendário Estadual de Vacinação. “Desta forma, conseguiremos equalizar a vacinação em Santa Catarina, permitindo que todas as cidades possam iniciar a vacinação no grupo etário de 35 a 39 anos de forma conjunta, dando mais um passo para que toda a população catarinense acima de 18 anos receba a primeira dose da vacina até o fim do mês de agosto”, enfatiza o superintendente.

Segunda dose da AstraZeneca/Fiocruz

As secretarias municipais de saúde podem antecipar o intervalo de aplicação da segunda dose (D2), da vacina do laboratório AstraZeneca/Fiocruz, para 10 semanas. A medida foi pactuada em CIB para organizar o processo de vacinação, a fim de evitar o atraso no período recomendado para a aplicação das doses deste fabricante, que é de até 12 semanas.

Desta forma, desde o dia 5 de julho, os municípios catarinenses estão autorizados a agendar a segunda dose da vacina deste fabricante para um período a partir de 10 semanas (70 dias) da primeira dose, com limite máximo de 12 semanas (84 dias), sem prejuízo para a vacinação.

Serão encaminhadas, também nesta distribuição, 58.250 doses do laboratório AstraZeneca/Fiocruz e 34.000 doses do laboratório Sinovac/Butantan aos municípios para aplicação da segunda dose (D2).

Artigos relacionados

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x