EsporteNotícias
Tendência

No dia do 100º ouro, Brasil iguala quantidade de campeões paralímpicos do Rio 2016

O sétimo dia de competições dos Jogos Paralímpicos de Tóquio foi especial para o Brasil. O país conquistou sua 100ª medalha de ouro na história da competição com o sul-mato-grossense Yeltsin Jacques, do atletismo, na prova dos 1.500m (classe T11). Mas não parou por aí. Carol Santiago fez bonito e também ficou com o ouro nos 100m livre (classe S12). Assim, a delegação brasileira chegou a 14 medalhas douradas no Japão e igualou a marca obtida no Rio de Janeiro, em 2016. O país agora corre atrás do recorde estabelecido em Londres, em 2012 – 21 ouros.

As outras medalhas do dia vieram com Gabriel Bandeira, prata 200m medley SM14, mais uma prata no revezamento 4x100m livre – 49 pontos e os bronzes de Mariana Gesteira no 100m livre da classe S9 e Jardênia Barbosa da Silva nos 400m T20. O atletismo também teve mais um pódio com a prata de Raissa Rocha no lançamento de dardo F56.

O Brasil soma agora 42 medalhas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, com 14 ouros, 11 pratas e 17 bronzes. Está na sexta colocação no quadro de medalhas geral. A China lidera com 59 ouros e 129 medalhas, com a Grã-Bretanha em seguida, com 80 medalhas, sendo 29 de ouro, e o Comitê Paralímpico da Rússia, em terceiro lugar, com 25 medalhas de ouro e um total de 73 medalhas.

Informações: Comitê Paralímpico Brasileiro

Colaboração: Anthony Marcel – acadêmico de jornalismo

E-mail: anthonymarcel2@hotmail.com

Artigos relacionados

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x