Uncategorized
Tendência

Plano 1000: BC e Camboriú aderem à iniciativa

Os dois municípios vão receber mais de R$230 milhões de reais, veja os projetos de cada cidade

Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas, Brusque, Camboriú, Navegantes, Penha e Porto Belo assinaram, nesta segunda-feira, 31, a adesão ao Plano 1000, a maior iniciativa municipalista da história do Governo de Santa Catarina. Somados, os oito municípios terão R$ 527 milhões para investir e tirar projetos da gaveta ao longo dos próximos cinco anos nas regiões da Foz do Rio Itajaí e do Vale Europeu.

O governador Carlos Moisés destacou a proximidade e a sintonia do Governo do Estado com os municípios para tornar realidade as ações de que Santa Catarina necessita. “Precisamos pensar juntos o Estado que nós queremos para os próximos 20 anos, para 2040. Esta não é uma construção solitária do governador. Nós contamos com a parceria de parlamentares e de prefeitos que têm bons projetos para suas cidades. Estamos semeando em uma terra boa”, afirmou o governador. “Esta é uma iniciativa para todos os 295 municípios catarinenses. E o nosso compromisso e nossa vontade é fazer muito mais do que o Plano 1000”, acrescentou.

Maior projeto municipalista da história

O Plano 1000 é o maior projeto municipalista da história de Santa Catarina. Pelo programa, os municípios catarinenses receberão recursos equivalentes a R$ 1 mil por habitante, conforme a estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) para o ano de 2021.

De acordo com o chefe da Casa Civil, Eron Giordani, o Plano 1000 deve ser caracterizado pela agilidade com que os projetos serão avaliados e, se aprovados, sairão do papel. “​Queremos, até o fim de fevereiro, chegar às 70 maiores cidades, inicialmente contempladas pelo programa. O governador nos determinou que precisamos atender a todos os municípios catarinenses, indistintamente. Esta é a premissa básica do Plano 1000”, explicou.
Os recursos serão liberados mediante aprovação dos projetos pelos técnicos do Governo do Estado. Eles devem contemplar obras estruturantes em áreas como infraestrutura, saúde, educação e desenvolvimento social e que impactem no desenvolvimento regional.

As assinaturas foram precedidas de um minuto de silêncio em memória do ex-presidente da Cidasc Plínio de Castro, falecido no último sábado, dia 29.
Confira as prioridades de cada município no Plano 1000

Balneário Camboriú

De acordo com o prefeito Fabrício de Oliveira, de Balneário Camboriú, o município já dispõe de projetos aptos a integrar o Plano 1000. “A participação do Estado em obras do município é fundamental para ajudar, especialmente na parte de investimentos. Assim que tivermos um cronograma de desembolso, vamos avaliar quais projetos terão mais necessidade, principalmente nas áreas fundamentais, como saúde, educação e infraestrutura”, antecipa. Balneário Camboriú terá direito a R$ 149 milhões pelo Plano 1000.

Camboriú

Em Camboriú, os R$ 87 milhões serão investidos sobretudo em ações de infraestrutura, conforme antecipa o prefeito Élcio Rogério Kuhnen. “Nós estamos muito felizes por poder tirar da gaveta projetos de décadas, como a pavimentação do nosso interior, trazendo desenvolvimento e progresso. Teremos o caminho asfaltado em rota turística na estrada dos Macacos, em direção a Tijucas; no Braço, em direção a Brusque; no Rio do Meio, em direção ao porto e área industrial de Itajaí; e também a ligação com Balneário Camboriú, através do binário da Santa Catarina. Todas essas obras se multiplicarão em benefícios, receitas e desenvolvimento da nossa amada cidade. O governador Carlos Moisés está deixando um marco em Camboriú”, avalia o prefeito.

Artigos relacionados

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x